sexta-feira, 27 de novembro de 2015

INTERESSES... E "INTERESSES".

     O Brasil diante da vassoura e da pá, a faca e o queijo em mãos, tudo para fartar-se banqueteando e comemorando uma limpeza histórica, mas
parece quem nem todos veem, ou pensam assim.

      Denúncias, prisões, gravações e nomes citados claramente, e as atenções começam a sofrer nova dispersão.

      Nos grupos de discussão, quando algo sério ou quando o assunto pode ser bem direcionado cai no colo do povo, surgem os "desvios" no foco.
      
      Como não pensar em sabotagem ou em pessoas infiltradas ?

      Porquê não é interessante falar, mostrar ou expor os melhores lugares para bater nesta briga ?

      Quando surge a "brecha" na defesa adversária, aí  voltam a falar de loteria, ou então Mariana em MG, falam de friboi e afins, enfim, começa toda uma operação para mudar o foco, ou melhor, para deixar sem foco a discussão.

      Ninguém parou para pensar, nos pontos óbvios ? Será que ninguém liga os pontos de maneira coerente ? Paciência tem limite, e buscar apoio ou apoiar alguém, algum grupo, fica difícil, pois são muitos tentando desviar o foco, ou realmente " viajando na maionese ", alguns achando que vão brincar de Rambo junto com os militares, que sejamos francos... estão aplicando a teoria da vaca para a população, para quem não conhece a teoria da vaca ( me desculpem a linguagem ), estão...
" cag....do e andando ".

      Ninguém pesquisa para saber de onde saiu a Diebold que fornece as urnas ? Quais os contratos da empresa com o governo ?

      Ninguém pesquisou ou procurou saber à respeito das concessões feitas a FIFA dirante a Copa ? Sua legalidade ? Sua origem ? Ou pior, a resposta da FIFA ( pesquise na UOL esporte ) que o governo fingiu não ouvir, e silenciou-se ? (Crime de renúncia de receita)

      * OBS: Renúncia de Receita já dá base para impeachment.

      Vários grupos, vários "Lindbergs" da vida montando seus palanques sobre as manifestações, muitos aproveitando manifestações para fazer selfie com suas camisetas customizadas, fazendo das manifestações um evento social, uma micareta, um carnaval fora de hora... o porquê de dizer isso ? Simples... cada um grita uma coisa, um querendo falar mais alto que o outro, e aí a voz da razão se perde em meio a balbúrdia.

       Antes meia dúzia consciente, que saiba usar as ferramentas certas, e tocando na ferida, do que seis mil gritando descoordenados, isso mata a credibilidade de qualquer manifestação.

       Ninguém está preocupado com as hidrelétricas vendidas à preço de banana para os chineses ( mais uma prova de que os militares estão aplicando a teoria da vaca ) para os que se dizem "militares" ou ligados à eles... os militares mesmo sabem o que significam "pontos sensíveis", e que a geração de energia faz parte dos pontos de garantia da soberania, já a exploração da distribuição pode ser sim privatizada, e notem que portos e aeroportos também estão nas metas de "privatização" ou seja, portas abertas e interruptor nas mãos de quem agora ?

       Já pensaram o porquê do presidente da Câmara não "largar o osso"?
       Nas gravações que vieram à público esta semana e nas próximas delações, veremos o efeito dominó... a "presidente" eleita cai... sei vice citado nas gravações... cai, o presidente do Senado já é investigado e pela tentativa de salvar o senador preso em flagrante, cai... e quem seria o próximo na linha de sucessão ?

       Existem  inúmeras teorias, mas para que todas elas tenham sua validade, é preciso ler nas entrelinhas, é preciso sair do lugar comum do "fulano do grupo disse", ou então do temido... " no site do fulano...", e por aí vai.

       Eu já falei de antemão e muito antes da concretização, à respeito de tudo isso, e sempre banquei o que disse, sempre banquei minhas apostas e infelizmente, na grande maioria das vezes, estive certo.
                       (Quadro de 2013)

       Agora é hora daquele soco no estômago da besta... é hora de colocar de joelhos o monstro.

        E novamente... vou postar aquilo que acredito ser o golpe que vai fazer cobra comer cobra, que vai fazer o Congresso respeitar realmente a Consituição e finalmente fazer a vontade do povo.
        Ninguém percebeu que na transmissão da sessão que decidiu pelo voto aberto ou fechado, e posteriormente que a libertação ou não do rato petista preso, que o que mais pesou foi a imagem de cada um diante das câmeras ? Eles não querem perder  a "mamata" dos salários, verbas de gabinete e afins... eles se entregam sem exitar, agora é a hora... leia abaixo, só isso, e coloque-se no lugar deles.
        Isso tem nome E  S  T  R  A  T  É   G  I   A !!!!!

        O político chega e recebe na entrada ou em seu gabinete um comunicado com os seguintes dizeres.

         " Caro funcionário público que exerce um cargo de confiança...
        de acordo com a nossa vontade.

            Nós, os brasileiros conscientes estamos de olho em você e seu desempenho, estamos de olho para ter a certeza de que não irá boicotar votações que sejam contrárias ao governo, à manutenção deste governo que está prejudicando o país desde 2002.
            Estamos de olho em você, para que vote nas medidas que são benéficas ao brasileiro, caso contrário, caso não esteja bem       claro o recado, fique ciente de que;
            Não seguindo a vontade do povo, trabalharemos de maneira
 incansável para que não seja reeleito, ou que não consiga fazer um substituto, e seu partido sofrerá receberá a mesma atenção.

            Ou está ajudando na limpeza, ou vai pelo ralo com o restante
        da sujeira.

            Em tempo de rede social, telefone com câmera,e internet em
         qualquer lugar, ninguém pode se esconder, ainda mais quem
         estiver do lado errado da linha.

                                          O povo brasileiro. "

         ESTA É A MINHA VISÃO DE ESTRATÉGIA, DE BATER NO LUGAR CERTO, DE FAZER COBRA COMER COBRA.

           Manifestar-se certo tem mais credibilidade do que agir como 
          um bando de rebeldes sem causa.

          Quando o papo é $ério... ele$ pre$tam mais atenção.
       

Nenhum comentário:

Postar um comentário